• Bruno Figueiredo

6 mulheres que fundaram empresas revolucionárias.


Conheça conosco algumas das mulheres mais importantes para o mercado e inovação em nosso país.


Apesar das inúmeras conquistas e mudanças, o cenário econômico infelizmente ainda acomoda diversas desigualdades vindas da diferença de gênero. Um homem, ocupando um mesmo cargo que uma mulher em empresas, na grande maioria das vezes ainda recebe mais, as mulheres são o grupo que mais registram casos de assédio pela parte de patrões e colegas de trabalho, etc.


São inúmeras as dificuldades e barreiras que as mulheres lutaram ao longo da história para reverter e superar, principalmente em nosso país. Porém, muito vem sendo conquistado até então. Novos direitos, novas posições e, claro, mais espaço no mercado.


Hoje, iremos falar brevemente sobre 6 empresas criadas por mulheres que conseguiram superar essas dificuldades e se destacar em suas áreas de atuação.


1 - Luiza Heleno Trajano (Magazine Luiza)


Não podemos falar em revolução feminina no mercado sem mencionar a incrível Luiza Trajano. Dona de uma das maiores marcas de varejo do mercado brasileiro, a Magazine Luiza, Trajano é

uma das incríveis histórias de superação que ficamos dignos de poder contar.

Filha de pais humildes e de difícil situação financeira, Luiza começou a trabalhar aos 12 anos de idade e, inspirada por outras mulheres que estavam ao seu redor, conseguiu dar a volta por cima e se tornar uma das maiores empreendedoras do país.


2 - Leila Velez e Zica Assis (Beleza Natural)


A história das fundadoras da empresa Beleza Natural, uma das maiores companhias de produtos especializados para cabelos crespos e cacheados, começou na “simples” busca de uma fórmula ideal para essas necessidades.





Buscando, aprimorando, testando e aplicando, as sócias chegaram ao resultado final do produto que acabou, alguns anos depois, trazendo força motriz para a empresa se tornar a maior no ramo em nosso país!


3 - Janete Vaz e Sandra Costa (Laboratório Sabin)


A inspiração do que iremos ser quando crescer às vezes vem desde quando somos crianças, não é? Nesta história isso não foi diferente! A empresa que hoje se tornou referência no ramo laboratorial e organizacional, começou com a amizade entre Janete e Sandra, que contam que tiveram em seus pais e mães exemplos de empreendedores.





Elas afirmaram, em entrevista, que não bastou a qualificação e formação como farmacêuticas, tiveram que buscar conhecimento na área de gestão empresarial: “Nós não sabíamos fazer gestão, éramos duas farmacêuticas”, comenta Janete.


Apesar das dificuldades, com apoio de profissionais especializados, o Sabin, que começou com três funcionários, alcançou a marca de 2000!


4 - Alcione Albanesi (FLC)


Alcione começou sua vida de empreendedora aos 14 anos, onde conseguiu um emprego como modelo e deu início a uma carreira em moda. Não satisfeita, decidiu que iria criar as próprias roupas e modelos, com isso, abriu uma empresa e, com 17 anos, já possuía 80 funcionários.



Apesar de fazer sucesso desde pequena, o verdadeiro boom nos empreendimentos de Alcione foi em uma de suas viagens aos Estados Unidos: descobriu a lâmpada fluorescente sendo vendida a um preço baixíssimo em uma loja local.


Se questionando sobre o preço, que era várias vezes mais barato que no Brasil, onde o produto ainda era novidade, ela se deparou com a frase “Made in China” no produto. Isso a motivou a visitar até a China e estudar sobre essas lâmpadas. E, hoje, ela possui a maior empresa brasileira deste ramo: a FLC.


5 - Camila Farani (Investidora e Tubarão)


Considerada a maior investidora anjo do Brasil, Camila Farani não poderia ficar de fora da nossa lista. Além de uma empreendedora de sucesso imensurável, ela tem iniciativas e startups para auxiliar na jornada de outras mulheres.



Com formação em advocacia, pós-graduação em Marketing e especialização em Empreendedorismo e Inovação por Stanford e pela Massachusetts Institute of Technology (MIT), Camila Farani é uma das mulheres mais importantes no cenário feminino de empreendedorismo do país.







6 - Sônia Hess (Dudalina)


A história de uma das maiores marcas de roupas do país começou quando Sônia aprendeu a costurar para poder auxiliar o pai no trabalho.



Após aprender, ela contratou mais 2 costureiras para lhe ajudar durante o trabalho e passou a vender peças que, para sua surpresa, não duravam muito tempo em estoque. Assim, de uma simples vontade de ajudar o pai, nasceu, em 1957, a Dudalina.


47 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

2021: 4 tendências para o ensino em escolas e faculdades.

Definir de maneira 100% correta como será o futuro da educação em 2021 é praticamente impossível, porém, com o cenário que presenciamos neste ano, podemos ter algumas expectativas e preparações para o